• Editora/Coeditora

    UFLA
  • Autor/organizador(es)

    Carlos Betlinski
  • Ano de publicação

    2020
  • ISBN

    9788581271002
  • Número de páginas

    130
  • Sinopse

    Este livro é o resultado de um trabalho de pesquisa e ensino desenvolvido, durante o período, em que foi ministrada a disciplina de Filosofia da Educação a uma turma de estudantes do curso de Pedagogia. O texto resultante deste trabalho tem o caráter didático tanto quanto à exposição e tratamento dos conteúdos da disciplina, quanto ao processo metodológico que foi adotado durante as aulas. Esse processo foi orientado, considerando-se a produção de conhecimento e a construção de sentido para estudar filosofia da educação, com base em uma prática pedagógica não diretiva, centrada na pesquisa, aprendizagem colaborativa e em diálogo estabelecido entre professor e estudantes. A principal motivação, para este empreendimento, foi esclarecer a relação existente entre a Filosofia e a Pedagogia. Se, a partir do período clássico da filosofia antiga, havia uma preocupação com o ensino e a aprendizagem da filosofia que vai de Sócrates, o educador das ruas e praças, passando pelas escolas filosóficas fundadas por Platão (Academia) e por Aristóteles (Liceu), seguindo-se à fundação de diferentes escolas helênicas tais como: os epicuristas, os estoicos, os cínicos, entre outras, no período contemporâneo, podemos considerar que, com o nascimento da Pedagogia, como ciência da educação, o pensamento filosófico continua presente e contribui para a definição de objetivos, princípios epistemológicos, éticos, estéticos, políticos e técnicos dos projetos e práticas educativas. Com a preocupação central de compreender a relação existente entre filosofia e pedagogia e forte motivação por parte dos estudantes, iniciamos o trabalho pela construção de um projeto de pesquisa intitulado “as práticas pedagógicas como problema filosófico”. O intuito era buscar entender tal relação visando identificar a contribuição das diferentes áreas filosóficas ao trabalho dos profissionais que atuam na educação escolar. Após um processo de estudos e discussões iniciais sobre a importância dos fundamentos filosóficos, para a formação e para o trabalho dos educadores, especialmente, dos cursos de pedagogia e demais licenciaturas, chegamos ao problema de pesquisa: de que forma a filosofia contribui para fundamentar as práticas pedagógicas? Definido essa problemática que funcionou como eixo central dos estudos e da produção de conhecimento, construímos, conjuntamente, um roteiro básico para direcionar as atividades investigativas e possibilitar a construção de textos que, logo depois, foram apresentados, em sala de aula, os quais, após os debates e críticas, resultaram em um produto final em forma de texto acadêmico. Para que fosse possível o desenvolvimento de um trabalho colaborativo, o número total de estudantes foi organizado em seis grupos, de tal modo que cada um se responsabilizasse por um subtema, ou uma das áreas dos fundamentos filosóficos. Em um primeiro momento, os estudantes, mediados pelo professor da disciplina, fizeram uma busca por artigos científicos, dicionários de filosofia, textos originais da filosofia e textos da área da educação que tratassem dos fundamentos filosóficos da educação. Baseado em leituras iniciais, cada grupo elaborou um sumário, a fim de direcionar o trabalho, de tal modo que, mesmo num espaço de tempo reduzido, fosse possível realizar as leituras, escrever e apresentar o texto produzido, inicialmente, para a sala de aula. Do ponto de vista da docência, este empreendimento foi uma experiência extremamente significativa de atuação pedagógica. Mais do que ensinar filosofia, numa perspectiva histórica, que poderia ficar desconectada da vida dos estudantes, tratamos de dar sentido ao componente curricular “filosofia da educação” a partir da preocupação dos próprios estudantes do curso de pedagogia. A curiosidade científica e a incorporação de conhecimentos filosóficos, na formação dos pedagogos, fizeram parte do processo e figuraram como resultados de uma prática pedagógica direcionada à pesquisa. Foi uma prática construída, compartilhada entre estudantes. Desde o início, assumimos o compromisso de praticar os princípios político-pedagógicos da aprendizagem colaborativa e do diálogo, destacando a necessidade de responsabilização e dedicação de cada sujeito envolvido nesse processo para que pudéssemos atingir os objetivos propostos. Como resultados alcançados, podemos apontar a experiência prazerosa e a construção de sentido, ao estudar filosofia da educação, ao elaborar coletivamente um projeto, ler e reler textos individual e coletivamente. Também destacamos a apropriação de conhecimentos filosóficos presentes na relação entre a filosofia e pedagogia e sua incorporação na formação profissional dos estudantes.

ABEU - Associação Brasileira das Editoras Universitárias

Av. Fagundes Filho, 77, cj. 24, Vila Monte Alegre, São Paulo, SP, Brasil

+55 11 5078-8826

+55 11 93374-0927 (WhatsApp)

feirabeu@gmail.com

Receba nosso informativo